=" BLOG DO JONYS: Maio 2014

LEIA A BIBLIA SAGRADA

LEIA A BIBLIA SAGRADA
É SALVAÇÃO

sábado, 31 de maio de 2014

TERRÃO GOLEIA ESTRELA DO GAMA 6X1 PELA COPA SESÍ

 O TIME DO TERRÃO ELIMINOU O TIME DO ESTRAL DO GAMA PELO PLACAR DE 6X1 NO ESTADIO PETRONIO PORTELA COM GOLS DE PEIXE(1),WELLIGTON (2),FELIPE GARCES (2) E LUCAS UM GOL. DESCONTANDO PARA O ESTRELA DO GAMA FERNANDO RECOBA.











AUTOR DE DOIS GOLS COM APENAS 14 ANOS

MAXSUEL BRANDÃO VIU SEU TIME SER ELIMINADO

O FATO NEGATIVO DA COMPETIÇÃO FOI O WX0 QUE CLASSIFICOU O PALMEIRAS ,POIS O CRUZEIRO DA BAIXA DA CARNAÚBA NÃO FOI PARA CAMPO.

COPA SESI FALCÃO 13 ELIMINA COLORADO 3X1

NO ESTÁDIO DO VERDINHO AS 14:00 DESTE SÁBADO DE SOL EM PARNAÍBA O TIME DO FALCÃO 13 DO BAIRRO SÃO JOSÉ VENCEU O TIME DO COLORADO DO BRODERVILLE PELO PLACAR DE 3X1 COM GOLS DE GALEGO ,ALEX E BIRO BIRO PARA O FALÃO E FABRICIO DESCONTANDO PARA O COLORADO.PELA COPA SESI DE FUTEBOL 2014.




HAMILTON VERAS ARBITRO CENTRAL 














COPA SESI OLIMPICUS ATROPELA LYON 14X0

NA TARDE DE HOJE NO ESTÁDIO PETRÔNIO PORTELA O TIME DO OLIMPICUS DO BAIRRO SÃO VICENTE DE PAULO GOLEOU O TIME DOS FUNCIONÁRIOS DO PARAÍBA O LYON PELO PLACAR DE 14X0.JOGO DAS 14:20HS.
 TIME DO OLIMPICUS CLASSIFICADO PARA PRÓXIMA FASE. COM GOLS DE VALTERDES (6),SANSÃO(3),IZAC(2),RONALDO(2)MARCELINHO(1)
ÁRBITRO CENTRAL TEIA 





VALTERDES AUTOR DE SEIS GOLS ARTILHEIRO DA COMPETIÇÃO.


IZAC AUTOR DE DOIS GOLS

SANSÃO AUTOR DE TRÊS GOLS



GRUPO D DA COPA

GRUPO 'D' DA COPA DO MUNDO 2014 NO BRASIL,CHAMADO GRUPO DA MORTE ,É COMPOSTO POR TRÊS CAMPEÕES MUNDIAIS, INGLATERRA ,ITALIA,E URUGUAY,POR FORA CORRE A COSTA RICA.
A INGLATERRA SEMPRE É FORTE TEM COMO DESTAQUE ,O ATACANTE ROONEY,E OS VETERANOS LAMPARD E GERARD COM EXPERIENCIA EM COPAS.
A COSTA RICA E O AZARÃO DO GRUPO QUEM PERDER PONTO PARA ESTE TIME NO GRUPO VAI SE COMPLICAR.
O BOM TIME DA ESQUADRA AZZURA, TEM JOGADORES DE QUALIDADE COMO PIRLO,E O ATACANTE BALLOTELLI. É FAVORITA A CLASSIFICAÇÃO NO GRUPO.

URUGUAY É SUL AMERICANO SUA MARCA É A GARRA TEM NO ELENCO CRAQUES DE NIVEL MUNDIAL COMO CAVANI DO PARIS SAIN GERMAN,O VETERANO FORLAN,E LUIS SUAREZ. TAMBÉM VAI COMPLICAR . O GRUPO.

PARNAHYBA PODE FICAR FORA DA COPA PIAUÍ E CAMPEONATO PIAUIENSE 2015.

Exclusivo: Parnahyba poderá ficar fora da Copa Piauí e do Piauiense de 2015

(Em entrevista exclusiva, Presidente azulino, pela primeira vez, fala sobre a eliminação, da atual situação e do futuro da equipe)
Por Renneé Fontenele
ASCOM/PSC

Em casa, Batista revela tudo sobre o clube.
Parnaíba (PI) - O Presidente do Parnahyba Sport Club, Batista Catanduvas, concedeu entrevista na noite desta quinta-feira (29 de maio), em sua residência. Muito preocupado com a situação do clube azulino, Batista Catanduvas falou, de maneira objetiva, da não participação da equipe na Copa Piauí desta temporada e de uma possível ausência do clube centenário no certame do ano que vem.

Depois de conseguir manter todos os profissionais do clube com seus proventos em dias, após reorganizar e recuperar a imagem do clube, Batista revela tristeza pela atual situação financeira do clube e arremata: ‘se continuarmos assim, ficaremos fora não só da Copa Piauí deste ano, mas do campeonato piauiense de 2015’.

Confira a entrevista na íntegra com o presidente azulino, Batista Catanduvas, ontem (29) à noite.  

Portal Azulino – Terminado, de fato, o campeonato estadual deste ano, na sua visão, o que levou o clube azulino ao insucesso no certame?

Batista Catanduvas – Eu acho que, primeiro, a falta de estrutura financeira. A equipe montou uma base que já vem há três, quatro anos jogando; em 2011 nós participamos de duas finais de turno, ganhamos 2012 e 2013 mantendo essa base, e essa mesma base a gente manteve em 2014. Eu não posso aqui, agora, dizer que essa base não serviu. Nós chegamos à final do primeiro turno, chegamos à semifinal do segundo turno, fomos infelizes perdendo em casa, mas, também, eu acho que a parte financeira influenciou diretamente a equipe do Parnahyba, porque tinha jogo que você não poderia oferecer uma premiação como numa semifinal, uma final, onde todas as outras equipes ofereciam e jogador, não é que seja mercenário, mas, se tem uma premiação, é uma coisa melhor. Então, você não tinha mais dinheiro pra concentrar no segundo turno, dinheiro pra própria alimentação foi faltando e, sem recursos, isso foi ficando complicado, influenciando o rendimento. Esses fatores, para mim, são os principais.

Visivelmente abatido com a situação do clube, Batista não
esconde a realidade e confirma a não participação do
Tubarão na Copa Piauí. (Foto de Lu Fontenele)
PA – Não priorizar o jogo decisivo contra o River em virtude do jogo diante do Ceará (entrando com a equipe titular), pode ter sido um dos principais fatores para a eliminação da equipe, já que implicou no rendimento em campo?

BC – Pode ter sido! A equipe vinha numa sequência de jogos de quarta a domingo, o River passou uma semana inteira descansando e o Parnahyba vinha duas semanas jogando quarta e domingo, e nós não tínhamos um elenco muito grande pra poder poupar alguns dos jogadores... Nós tivemos jogadores como Totonho, Capela e outros já com a idade até um pouco mais avançada, mas que eram fundamentais para a equipe, jogando quarta e domingo, e acabou influenciando. Acho que foi um grande erro, porque a Copa do Brasil, eu ainda vejo muito distante a gente sonhar em passar de uma fase, principalmente diante de uma equipe fortíssima como a do Ceará, que hoje você vê o sucesso do Ceará na Série B, um time muito bom... Então, eu acho que pode ter sido um dos erros, mas, assim, também, o cansaço influenciou, e, principalmente, nesse jogo contra o River, a nossa comissão técnica errou também, quando a equipe do River fez uma alteração ainda antes do intervalo, quando trouxe o Rian da lateral esquerda para colocá-lo nas costas do lateral esquerdo nosso e colocou o Marabá nas costas do lateral direito Barata e, aí, a equipe do River cresceu e o Parnahyba não conseguiu mais desenvolver, no segundo tempo, o futebol que desenvolveu no primeiro tempo. Achei que a comissão, no caso o treinador, custou muito a observar isso. Foi um dos grandes erros da nossa equipe e que serviu de lição pra um campeonato futuro.

PA – Você treinou a equipe em 2011, obtendo números relevantes. Qual sua avaliação em relação ao elenco montado e ao treinador Fernando Tonet, isso perguntando ao Batista ‘treinador’?

BC – Como treinador, o Fernando Tonet, no dia a dia, foi um dos maiores treinadores que passaram por aqui. O trabalho, a pessoa séria, honesta, o trabalho do dia a dia muito bom, trabalho de time grande... Eu achei que houve alguns erros no jogo, no calor do jogo, numa substituição, a gente pecou, mas eu não posso, aqui, distribuir a culpa só no treinador. Eu acho que o grupo também pecou, porque quando os jogadores realmente querem, abraçam, vestem a camisa, a gente consegue... Eu acho que essa culpa foi do treinador, da comissão, mas, também, dos atletas do Parnahyba, porque, a meu ver, deveriam ter se integrado muito mais para que a gente pudesse ter conquistado esse tricampeonato, que não estava tão difícil... Eu não via nenhuma equipe do futebol piauiense com elenco melhor do que o do Parnahyba, embora a gente tivesse defeitos, carências em algumas posições, como, por exemplo, um centroavante, que foi um dos erros nossos, mas eu não via nenhuma equipe melhor do que a do Parnahyba. Essa culpa é do treinador, mas, também os jogadores têm a sua parcela de culpa.

A disputa do estadual 2015 também está comprometida.
PA – Financeiramente, como estava o clube quando da sua posse e como ele se encontra hoje?

BC – A gente tinha conhecimento da maioria das dívidas... A gente tinha débitos de 2013, que eram dois meses de salários, débitos de 2012, débitos de cheques e alguns outros, sendo que a tendência é aumentar quando você não recebe dinheiro do principal patrocinador (pra isso, nós divulgamos, durante todo o campeonato, essa logomarca do município de Parnaíba, como patrocínio), quando você não recebe nada, é lógico que a tendência é aumentar essas dívidas... A gente trocou cheque do jeito que pode pra manter a equipe, e hoje nós temos um saldo negativo, incluindo o ano de 2012, 2013 e, agora, 2014, de aproximadamente quinhentos mil reais... Eu acho um valor muito alto para um clube profissional como o nosso e isso, com certeza, lá na frente, vai acarretar um prejuízo enorme ao Parnahyba, porque o nosso torcedor quer um resultado imediato, não quer, por exemplo, que a gente pare pra tentar estruturar a equipe financeiramente e tentar liquidar essas dívidas que existem e se não vier esse patrocínio, pode ter certeza que será muito difícil tirar o Parnahyba do ‘buraco’ que hoje se encontra.

PA – Você frisou muito bem, o Parnahyba em todos os campeonatos disputados estampou, divulgando em jogos televisionados, inclusive, a logo marca da Prefeitura Municipal, mas, até o momento, o repasse não foi efetuado? Como é que fica esta situação?

BC – Nós tivemos uma conversa com o Prefeito Florentino Neto e o Vice-Prefeito Chagas Fontenele, dia 2 de maio, um dia após o aniversário do Parnahyba. Recebi uma ligação do Prefeito, e no dia 2, eu, com meu filho Daniel, tivemos uma conversa demorada com eles, quando foi tratado sobre o Parnahyba Sport Club. O que ele (Florentino Neto) nos repassou foi que esperava uma posição do Ministério Público. Argumentou que o Parnahyba tinha problemas com prestação de contas anteriores, mas que isso já estava resolvido... A gente fez algumas justificativas e que estávamos assumindo o Parnahyba, nós tínhamos inúmeras dívidas contraídas, por conta de disputarmos o campeonato, e de não termos esse apoio... Eu admiro o prefeito Florentino Neto, mas espero, como presidente da entidade maior do futebol profissional de nossa cidade, que é o Parnahyba, que hoje mexe com a cidade, leva o nome da cidade, o hino do Parnahyba é o hino da cidade... e que a gente levou essa logomarca desde o início de janeiro de 2014 estampada, de forma grande, na camisa, em jogos na TV, jogos da Copa do Brasil para o Nordeste, para o Brasil, em canal fechado, que a gente possa ter um retorno enquanto antes, porque eles sabem de todos os problemas do Parnahyba... O Prefeito e o Vice-Prefeito são sabedores e conscientes das dificuldades que o time atravessa e que não é da noite pro dia que nós vamos conseguir regularizar essa situação financeira do Parnahyba. Nós estamos acostumados a vencer, nós nos acostumamos a ganhar títulos, mas temos que profissionalizar ainda mais a equipe do Parnahyba. Para isso, nós precisamos desse apoio da prefeitura, porque se não tivermos o apoio do município, para que daqui a dois, três ou quatro anos, a gente possa, sim, ter uma independência financeira, sem precisar do município, mas enquanto não houver esse incentivo, esse apoio do município, as coisas ficarão cada vez mais difíceis, deixando o Parnahyba até fora da Copa Piauí de 2014, coisa que, para o torcedor parnaibano, que esse sim, merece toda nossa atenção e nosso respeito, vai ficar muito triste e vai acontecer, porque nós não dispomos de recursos nenhum para essa disputa, porque só vai aumentar os débitos, e gente também já tem que pensar no campeonato de 2015, porque se o clube continuar como está, também será inviável participar de um campeonato piauiense. Peço desculpas ao torcedor, mas é a realidade do nosso clube. Espero que o Prefeito se comova com a situação e que ele possa encontrar uma solução... É um prefeito que gosta do Parnahyba, o Vice-Prefeito acompanha nosso clube em todos os jogos...

Mesmo ainda sem retorno, Batista acredita no apoio
do convênio com a Prefeitura Municipal de Parnaíba.
PA – Isso significa dizer que o clube não participará da Copa Piauí?

BC – Não há nenhuma condição, nenhuma estrutura para participar da Copa Piauí. Mesmo com as categorias de base teremos gastos, e hoje não temos condições sequer de montarmos uma equipe sub 20 para Copa Piauí. Não dispomos de recursos, infelizmente é a realidade. Nós temos muito são débitos para estarmos todos os meses pagando juros, e mantendo o CT do clube do nosso jeito... Se não tiver um retorno do município, pode ter a certeza de que o Parnahyba não participará da Copa Piauí e corre o sério risco de também ficar fora do campeonato piauiense de 2015.

PA – Alguma consideração destinada aos torcedores do clube?

BC – Agradecer aos torcedores pelo apoio de sempre, às torcidas organizadas Tubarões da Cohab, Tubarões da Guarita, Exército Azulino, Mancha Azul, ao seu Armando, ao Evilásio, ao Daniel, ao Guilherme, ao seu Antonio João, porque eu senti de perto o apoio de todos eles, e houve uma integração muito maior neste ano, onde eles abraçaram realmente o clube... Eu fico triste, por não termos conquistado quando poderíamos ter conquistado... A todos que amam o Parnahyba, eu peço desculpas, mas quero dizer que fizemos de tudo para a conquista do tricampeonato... Agradecer o apoio de todos e contar com vocês e, se Deus quiser, com o apoio do município, dar seguimento ao trabalho no Parnahyba Sport Club.